Monica Porto, Advogado

Monica Porto

São José dos Campos (SP)
46seguidores2seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Mestre em Direito pela PUC-SP. Advogada. Sócia do escritório Monteiro Porto Advogados.

Principais áreas de atuação

Direito Processual Civil, 100%

É o conjunto de princípios e normas jurídicas que regem a solução de conflitos de interesses por ...

Comentários

(3)
Monica Porto, Advogado
Monica Porto
Comentário · há 5 anos
Caro Milton, obrigada pelo comentário.

O art.
62 da Lei 13.097/15 trata apenas da hipótese do inadimplemento do comprador em relação ao pagamento das parcelas.

No tocante ao atraso da construtora na entrega do imóvel, o comprador poderá propor ação de rescisão de contrato cumulada com indenização pelo tempo de atraso. Ou, ainda, ação de obrigação de fazer para entrega das chaves, caso lhe seja conveniente a manutenção do contrato, mais indenização pelo tempo de atraso. Dependendo da situação fática, também é cabível pedido de indenização por danos morais.

No caso de rescisão, a devolução de apenas 30% do valor pago é considerada conduta abusiva (art. 53 do CDC). Os Tribunais tem fixado o percentual de retenção pela construtora entre 10% e 30%, dependendo do caso. A devolução deve ser feita de uma só vez, conforme súmulas 1 e 2 do TJSP.

Perfis que segue

(2)
Carregando

Seguidores

(46)
Carregando

Tópicos de interesse

(5)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em São José dos Campos (SP)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Monica Porto

Entrar em contato